quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

O que não é RPG estilo Anime? E como garantir a segurança nas mesas de jogo?


No artigo anterior, eu defini o que seria uma mesa de RPG “estilo anime” e o que isso tem a ver com mesas seguras. Nesse artigo, seguindo a sugestão da leitora Ana Carolina Gomes, irei abordar problemas encontrados em alguns títulos de animes e como isso acabaria interferindo de forma negativa caso “vazasse” para a mesa de jogo.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

O que seria uma mesa de RPG “estilo anime”? E o que isso tem a ver com mesas seguras?


Vira e mexe aparece alguém falando que esse ou aquele cenário de RPG “parece anime”. Normalmente, a colocação vem seguida de uma crítica, muitas vezes preconceituosa, justificando o 'não gostar' desse jogo 'porque parece anime'.

Nesse artigo eu pretendo mostrar que essa é uma visão limitada tanto do que seria “RPG estilo anime” quanto do que seria interpretar um jogo como sendo em “estilo anime”, e quanto essa visão preconceituosa pode atrapalhar a sua diversão e limitar as possibilidades de imersão no jogo que foi rotulado.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Travessias RPG

Durante o 10º RPG no CCJ, o Jorge dos Santos Valpaços, representando a Lampião Game Studio, conduziu uma atividade que visava a criação coletiva de um jogo de RPG. Dessa atividade surgiu o Travessias, um jogo simples que lida com conceitos complexos, o qual eu tenho o prazer de apresentar agora.

sábado, 15 de outubro de 2016

Ficha de Personagem para Savage Worlds em formato folheto

Olá, pessoal

Inspirada na praticidade da ficha de Numenera, que é um folheto dobrável em 3 partes, eu fiz uma ficha para Savage Worlds bem simples, que após impressa em frente e verso, pode ser dobrada também. Ideal para one shot e mesas de eventos.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Academicismo no RPG ou "não seja um babaca"

Estava eu hoje cedo passeando pelo Facebook quando vi um texto enorme de um certo rapaz postado na página Minas de Moria, do Facebook. O texto, de tão absurdo, não está mais lá. Era uma crítica a uma palestra ministrada pelas administradoras da página sobre segurança nas mesas de jogo. Não lembro de detalhes do mesmo, porque me deu desespero e raiva ao ler aquilo. Não vou tentar ser precisa em meu relato sobre o mesmo, apenas escrever um pouco sobre minhas impressões e emoções ao lê-lo.


domingo, 11 de setembro de 2016

Desenhos Google como auxiliar para esquema de combate em jogos de RPG on line

Olá, pessoal!

Um grande problema de quem joga RPG "de mesa" on line é o acompanhamento do combate e a esquematização de cenas. Alguns programas para RPG on line, como o Roll 20, permitem a formação de um grid de combate e visualização ao vivo, mas quando se joga com ferramentas mais simples, como e-mail, fórum ou chats diversos isso fica mais complicado.

O diferencial da ferramenta Desenhos Google, do Google Drive, é que é tão fácil de desenhar nele quanto de desenhar no Word ou Powerpoint, mas quando você publica a imagem, ela é atualizada automaticamente cada vez que o desenho for modificado. Assim, não será necessário ficar salvando e enviando a imagem várias vezes para os jogadores. Basta enviar o link uma única vez que, ao longo do combate, as alterações serão atualizadas, bastando que o jogador atualize o navegador que estiver usando para ver a imagem.

A seguir, um passo a passo de como fazer isso. A ferramenta permite fazer mapas mais elaborados, mas eu fiz um simplezinho apenas para mostrar como fazer.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Vem aí: Shadowrun RPG

Finalmente a notícia que eu queria dar faz tempo e não podia! Shadowrun 5ª Edição em português pela New Order!



sexta-feira, 29 de julho de 2016

Numenéra: Resumo das Regras

Fiz uma folha de consulta rápida com o resumo das regras de Numenera, para uso em jogo. Segue o texto completo, para consulta em jogos on line, e em seguida o link para baixar o folheto, que deve ser impresso em frente e verso e dobrado.

domingo, 1 de maio de 2016

Numenéra da New Order x Numenéra da Monte Cook: uma comparação

Tendo em mãos o material do financiamento coletivo do Numenéra pela New Order, o livro original em inglês da Monte Cook e o Numenéra Boxed Set Edition (cujos materiais serão referidos aqui como "do box" para fins de simplificação), segue uma série de fotos e comentários sobre a qualidade do material.

domingo, 17 de abril de 2016

[Opinião] É possível dissociar o RPG e os parâmetros pessoais e sociais?

Vejo bastante gente, inclusive alguns formadores de opinião com muitos seguidores, defendendo que RPG é apenas um passatempo, e portanto, deve estar dissociado de causas sociais e de interesses pessoais. Mas eu discordo completamente dessa opinião, e no artigo abaixo, irei defender meu ponto de vista, baseado em experiências pessoais. Ao final do artigo, entretanto, incluo uma série de trabalhos e estudos que reforçam que o RPG possui essa ligação de forma intrínseca.

sábado, 9 de abril de 2016

Savage Worlds: dissecando o Compêndio de Ficção Científica

A Retropunk está, até o dia 07/06/2016, com um Financiamento Coletivo para a publicação em papel dos Compêndios de Horror e de Superpoderes, anteriormente publicados apenas em pdf. Mas o Compêndio de Ficção Científica é uma meta extra para esse financiamento, e será lançado em pdf se for atingido o valor de R$ 22.000,00, e em papel ao atingir o valor de R$ 29.000,00. 

Nesse artigo eu mostro o que é o Compêndio de Ficção Científica, e por que ele é essencial para que, junto com os outros Compêndios, seja possível adaptar qualquer cenário para Savage Worlds.


sábado, 27 de fevereiro de 2016

[Opinião] Por que eu recomendo o Savage Worlds como jogo de RPG para iniciantes?

Em primeiro lugar, gostaria de deixar claro algumas coisas:
i. Savage Worlds não é o meu sistema favorito
ii. Com essa postagem, não quero desmerecer outros jogos. Vários são excelentes para iniciantes, e o intuito é apenas demonstrar porque o Savage Worlds também é um deles.
iii. Tá escrito [Opinião] no começo do título, então não venham falar que eu tô impondo nada!


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Faça você mesmo - Miniaturas de papel para imprimir e montar

Em uma postagem anterior, eu ensinei a fazer miniaturas de papel e em seguida, indiquei sites com miniaturas para baixar, entre eles o 7 Wonders, que é excelente e tem a decência de remover de seu acervo imagens cujo dono solicita por questões autorais. O problema desse site é que cada imagem com uma "cartela" de minis deve ser baixada separadamente, o que acaba deixando o procedimento bem lento. Como eu estava com um pouquinho de tempo sobrando, decidi baixar as imagens que me interessavam e criar arquivos em pdf com 30 ou mais dessas imagens juntas, organizadas de modo a economizar papel. Neste artigo eu meramente disponibilizo os links de minha pasta do Google Drive com essas minis.


quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

RPG e a banalização das pequenas coisas importantes

Recentemente estreou um anime, chamado Hai to Gensou no Grimgar (Grimgar of Fantasy and Ash), que me fez pensar um pouco na forma como banalizamos muitas coisas em nossas mesas de RPG. O enredo gira em torno de um grupo de adolescentes sem memórias que vão parar em Grimgar. Além de seus nomes, eles não lembram de nada, mas tem aquela sensação estranha de que vieram de algum outro lugar. Eles vestem roupas modernas, a despeito de Grimgar ser um mundo de fantasia medieval clássica. Tudo leva a crer que eles talvez sejam pessoas presas dentro de um jogo.


terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Como calcular o preço dos acessórios artesanais de RPG

Uma coisa que trava a cabeça do RPGista que faz seus próprios acessórios de jogo é o preço que ele deve cobrar pelas peças artesanais que cria. Infelizmente, não existe uma fórmula mágica para calcular esse valor. Vai depender da complexidade, dos gastos, e principalmente da qualidade do produto final. Mas nesse artigo eu vou dar algumas dicas de coisas que não podem faltar quando você for determinar o preço de venda dos seus acessórios artesanais para jogo, de acordo com quanto você acredita que vale o seu trabalho.

Lembre-se também que não adianta valorizar demais o seu trabalho e não ser realista quanto ao mercado de trabalho (salários dos compradores). Se a peça ficar muito cara, as outras pessoas não poderão comprar. Fique atento ao público alvo. Poucos RPGistas podem se dar ao luxo de investir grandes somas em acessórios de jogo.


sábado, 9 de janeiro de 2016

O álcool e o RPG - Desabafo de uma pessoa que não bebe

Gostaria de deixar claro que este artigo não é militância contra o álcool, e que apesar de eu ser traumatizada com alcoolismo, não acho que exista problema em ingerir pequenas quantidades de álcool e ficar alegre ou mesmo bêbado eventualmente, desde que você não seja um escravo do álcool. O objetivo é alertar, entretanto, que pequenas doses de álcool interferem em aspectos envolvidos no jogo de RPG e podem atrapalhar tanto o julgamento do seu personagem durante o jogo, quanto a diversão de outras pessoas. Se beber, não jogue RPG!


domingo, 3 de janeiro de 2016

Jadepunk: um cenário mais familiar do que parece.

Há um tempo atrás, eu li o Jadepunk, da Pensamento Coletivo. Ia escrever sobre ele antes, mas acabou não dando tempo. Confesso que este foi um dos livros que eu comprei visando incentivar o mercado nacional de jogos, para ajudar uma editora iniciante. E eu não tinha pretensão de ler tão cedo, mas como o livro é curtinho e a leitura parecia rápida, parei o que estava lendo para me dedicar à leitura dele. E me surpreendeu.